Live contando um pouco sobre a audiência pública de 17 de dezembro, na câmara, sobre os serviços municipais de água e esgoto de Caldas, da COPASA.

=== TRÊS DESTAQUES DA AUDIÊNCIA, NA MINHA OPINIÃO ===
1. Situação de Laranjeiras precisa ser resolvida imediatamente – Emergência

2. Há possibilidades reais para Caldas mudar a situação inaceitável que vive hoje de serviços de água e esgoto

3. Isso só será possível com muita coragem do poder público e vereadores, mas principalmente com forte participação da população para isso acontecer e a gente sair desta situação

=== OS OITO ENCAMINHAMENTOS DA AUDIÊNCIA ===
1. Força-tarefa para resolver, com urgência, a situação de laranjeiras, que está insustentável, e inaceitável

2. Envio imediato da ata da audiência para a COPASA e pedido que a COPASA dê resposta aos principais pontos levantados pela audiência

3. Criação de uma comissão mista com vereadores, prefeitura, e associações da sociedade civil com duas tarefas: (a) Avaliar a situação atual da prestação de serviços de água e esgoto, com base no contrato atual com a COPASA; (b) Estudar a viabilidade e os prós e contras de alternativas para mudar a forma como se dão os serviços de água e esgoto em Caldas, avaliando possibilidades com a COPASA, ou sem a COPASA na forma de municipalização (autarquia municipal), privatização ou possível parceria com DMAE de Poços.

4. Criação de força-tarefa para buscar construir e aprovar, até 28 de fevereiro, um novo Plano Municipal de Saneamento Básico, criar um Conselho Municipal de Saneamento Básico e um Fundo Municipal de Saneamento Básico, para que Caldas possa receber da ARSAE as transferências tarifárias de 4%, o que dá 75 a 100 mil reais por ano para Caldas.

5. COPASA se comprometeu a fazer um levantamento detalhado da situação de seus serviços de água e esgoto e entregar a Caldas, junto a medidas para melhorar os problemas.

6. Efetivação de parceria entre DMAE e COPASA para: (a) Agilizar asfaltamento onde a COPASA faz interferências nas zonas urbanas; (b) Realizar análises da água, em especial de agrotóxicos, que a COPASA não tem feito, no laboratório existente do DMAE, que tem condições de fazer isso.

7. Criação de um Plano de Monitoramento de Agrotóxicos em Caldas, para periodicamente analisar a situação de contaminação das águas por agrotóxicos, em especial nas épocas de aplicação de agrotóxicos em diferentes culturas (milho, batata, mandioquinha, brócolis, abobrinha, uva, etc).

8. Realização de audiências públicas como a de ontem, mas nos vários bairros de Caldas, para poder conhecer os problemas e sugestões de melhorias da população em todos os distritos e principais bairros rurais e urbanos.

=== AUTORIDADES CONVIDADAS QUE ESTIVERAM PRESENTES ===
1. Carlos Hermínio e Teodora Tavares, prefeitura de Caldas (secretários de obras e de planejamento, respectivamente)
2. Marco Aurélio e Paulo Fernando, COPASA (superintendentes regional sul), além de mais 3 representantes da COPASA
3. Paulo César Silva, DMAE (diretor geral)
4. Renato Garcia de Oliveira Dias, SAAE Machado (diretor geral e adjunto)
5. Rodrigo Aparecido Lopes, prefeito de Andradas
6. Rodopiano Marques Evangelista, ASSEMAE (vice-presidente nacional)
7. Cristiane Marina dos Santos Novais, prefeitura de Alfenas (Diretora do Parque de Educação Ambiental e Zoológico e Diretora municipal de Educação Ambiental)
8. João Batista Peixoto, palestrante e assessor em gestão pública

Como foi a audiência pública de ontem sobre serviços da COPASA

Live contando um pouco sobre a audiência pública de 17 de dezembro, na câmara, sobre os serviços municipais de água e esgoto de Caldas, da COPASA.=== TRÊS DESTAQUES DA AUDIÊNCIA, NA MINHA OPINIÃO ===1. Situação de Laranjeiras precisa ser resolvida imediatamente – Emergência2. Há possibilidades reais para Caldas mudar a situação inaceitável que vive hoje de serviços de água e esgoto3. Isso só será possível com muita coragem do poder público e vereadores, mas principalmente com forte participação da população para isso acontecer e a gente sair desta situação=== OS OITO ENCAMINHAMENTOS DA AUDIÊNCIA ===1. Força-tarefa para resolver, com urgência, a situação de laranjeiras, que está insustentável, e inaceitável2. Envio imediato da ata da audiência para a COPASA e pedido que a COPASA dê resposta aos principais pontos levantados pela audiência3. Criação de uma comissão mista com vereadores, prefeitura, e associações da sociedade civil com duas tarefas: (a) Avaliar a situação atual da prestação de serviços de água e esgoto, com base no contrato atual com a COPASA; (b) Estudar a viabilidade e os prós e contras de alternativas para mudar a forma como se dão os serviços de água e esgoto em Caldas, avaliando possibilidades com a COPASA, ou sem a COPASA na forma de municipalização (autarquia municipal), privatização ou possível parceria com DMAE de Poços.4. Criação de força-tarefa para buscar construir e aprovar, até 28 de fevereiro, um novo Plano Municipal de Saneamento Básico, criar um Conselho Municipal de Saneamento Básico e um Fundo Municipal de Saneamento Básico, para que Caldas possa receber da ARSAE as transferências tarifárias de 4%, o que dá 75 a 100 mil reais por ano para Caldas.5. COPASA se comprometeu a fazer um levantamento detalhado da situação de seus serviços de água e esgoto e entregar a Caldas, junto a medidas para melhorar os problemas.6. Efetivação de parceria entre DMAE e COPASA para: (a) Agilizar asfaltamento onde a COPASA faz interferências nas zonas urbanas; (b) Realizar análises da água, em especial de agrotóxicos, que a COPASA não tem feito, no laboratório existente do DMAE, que tem condições de fazer isso.7. Criação de um Plano de Monitoramento de Agrotóxicos em Caldas, para periodicamente analisar a situação de contaminação das águas por agrotóxicos, em especial nas épocas de aplicação de agrotóxicos em diferentes culturas (milho, batata, mandioquinha, brócolis, abobrinha, uva, etc).8. Realização de audiências públicas como a de ontem, mas nos vários bairros de Caldas, para poder conhecer os problemas e sugestões de melhorias da população em todos os distritos e principais bairros rurais e urbanos.=== AUTORIDADES CONVIDADAS QUE ESTIVERAM PRESENTES ===1. Carlos Hermínio e Teodora Tavares, prefeitura de Caldas (secretários de obras e de planejamento, respectivamente)2. Marco Aurélio e Paulo Fernando, COPASA (superintendentes regional sul), além de mais 3 representantes da COPASA3. Paulo César Silva, DMAE (diretor geral)4. Renato Garcia de Oliveira Dias, SAAE Machado (diretor geral e adjunto)5. Rodrigo Aparecido Lopes, prefeito de Andradas6. Rodopiano Marques Evangelista, ASSEMAE (vice-presidente nacional)7. Cristiane Marina dos Santos Novais, prefeitura de Alfenas (Diretora do Parque de Educação Ambiental e Zoológico e Diretora municipal de Educação Ambiental) 8. João Batista Peixoto, palestrante e assessor em gestão pública

Posted by Aliança em Prol da APA da Pedra Branca on Wednesday, December 18, 2019